PRF DO RN ENTRA EM GREVE

Na manhã desta sexta (24) os policiais rodoviários federais, que entraram em greve, fizeram a entrega de cargos comissionados das chefias de empregados. Cerca de 90% dos cargos fizeram parte desta ação, que ocorreu em frente à Superintendência da Polícia Rodoviária Federal (PRF), na avenida Nascimento de Castro.
A greve da categoria começou às 00h desta sexta-feira e não tem previsão de término. O movimento grevista da PRF já havia começado desde segunda passada, 21, em alguns estados. As reivindicações, de acordo com o presidente do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais no RN (SINPRFRN), José Francisco Neto, são reestruturação da carreira, aumento do efetivo e reestruturação do departamento, além de isonomia salarial frente aos demais órgãos, também subordinados ao Ministério da Justiça. Na quinta passada (23), o Ministério do Planejamento recebeu representantes de sindicatos da categoria, Entretanto, como a proposta dada foi a mesma que a oferecida às demais categorias em greve no país (reajuste de 15,8% dividido em três parcelas anuais), os representantes da PRF não acreditam que essa proposta atenda às necessidades da classe.
Com a proposta insuficiente dada pelo governo, os policiais federais de alguns estados, como o RN, decidiram manter a greve. O presidente do Sindicato afirmou que apenas 30% do efetivo continuará em atividade e que a greve não tem previsão de duração.
José Francisco Neto disse que apenas os serviços emergenciais funcionarão durante esta greve, como atendimento a acidente com vítimas e a flagrantes em delito. As demais atividades, como blitzen, serão suspensas. “Além do baixo efetivo, que normalmente temos, menos policiais estarão disponíveis e a população está em risco”, alertou o presidente do SINPRFRN.
Outra reunião deve acontecer, na próxima segunda (27), para retomar as negociações. O encontro, novamente entre o Ministério do Planejamento e sindicatos da PRF, está prevista para ocorrer às 16h.

Fonte: Tribuna do Norte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *