NINGUEM PODIA IMAGINAR OU ESPERAR O BAILE QUE A SELEÇÃO BRASILEIRA LEVOU DA ALEMANHA – VERGONHA NACIONAL

A seleção brasileira sofreu nesta terça-feira (8) a maior humilhação da sua história. Também pudera. Um time que treina pouco, e errado, entrou no Mineirão, com uma escalação completamente torta para enfrentar a Alemanha. Luiz Felipe Scolari, o comandante da vergonha em Belo Horizonte, acabou de jogar no lixo sua história no pentacampeonato e passará a ser lembrado pelo maior vexame escrito em verde e amarelo, em uma semifinal de Copa do Mundo.
O sempre retranqueiro Felipão abriu o time justamente para jogar contra a melhor equipe da competição. Diante de um meio-campo alemão para lá de insinuante, Luiz Gustavo e Fernandinho não viram a cor da bola.  Não por culpa deles. Não se pode virar de ponta cabeça jogadores só esforçados e esperar que algo dê certo. Os adversários tocavam como se estivessem em um churrasco com os amigos. A coragem resultou em vexame. Foram quatro gols em sete minutos.


Ronaldinho Gaúcho, Kaká… Até mesmo Luís Fabiano. Todos esses são nomes de respeito no cenário internacional e que poderiam ajudar a seleção brasileira. Mas Felipão preferiu seus garotos mimados. Sem brilho, Oscar, Hulk e o imóvel Fred aceitaram a pelada oferecida pelos alemães. Levaram a maior surra de todos os tempos. O pobre do Bernard não fazia ideia de onde estava e não conseguiu dominar uma bola. R7.com


Gente, o problema não é perder. Um ganha, um perde, isso é normal. O problema é não jogar, não se entender não ter ninguém. Eu estou com vergonha. Perder, acontece. Mas, deste jeito, que vergonha… Em Macau torcedores se prepararam durante toda a copa. Ruas enfeitadas, carros e motos com bandeiras, torcedores nos bares, nas praças, uns até colocaram tv, telão e muito mais para assistir uma vergonha dessa. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *