NATAL – CARLOS EDUARDO

Juiz vê manipulação de pesquisas e tira mais de
dois minutos do guia de Carlos Eduardo
O PMDB
ganhou uma vitória na Justiça contra o candidato do PDT, Carlos Eduardo Alves.
O juiz eleitoral José Dantas reconheceu a manipulação do resultado de pesquisa,
divulgada no dia dez de setembro, no programa do pedetista, que o apontava com
mais de 60% dos votos válidos, omitindo dados essenciais exigidos pela lei.

“Vê-se que
a coligação União por Natal divulgou a pesquisa utilizando apenas o somatório
dos votos válidos, de modo a induzir o eleitor em erro, quanto a uma provável
realização do segundo turno. Ao divulgar tão somente o percentual de votos
válidos, leva o eleitor a concluir que este universo inclui todas as pessoas
entrevistadas, isso porque o eleitorado, em sua esmagadora maioria, não
compreende o conceito de voto válido”, destaca o juiz eleitoral José Dantas.

O Tribunal
Superior
Eleitoral define como votos válidos aqueles efetivados pelos eleitores,
descontados os brancos e nulos. “Considerando isso, entendo serem inverídicas
as informações veiculadas, por meio de pesquisas, uma vez que o pleito ainda
não foi realizado. Então, como afirmar percentuais, em cima de votos válidos, quando
estes sequer foram efetivados?”, questiona o juiz.

E decide:
“Julgo procedente a representação da coligação Natal Merece Respeito, contra a
coligação União por Natal e aplicação de multa de 10 mil UFIRs (R$ 10.600), a
ser paga pelo candidato do PDT e coligação, como também
perda
de dois minutos e doze segundos na propaganda eleitoral gratuita”.

Fonte:
Jornal de Fato

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *