NATAL

Micarla de Sousa divulga carta aberta e reafirma voto em Carlos Eduardo

A prefeita do Natal, Micarla de Sousa (PV), divulgou carta aberta, na tarde desta quinta-feira (13), sobre sua polêmica declaração de voto em seu maior adversário político, o ex-prefeito e candidato do PDT, Carlos Eduardo Alves. Ao contrário do que afirma o pedetista, que classifica a atitude da prefeita como fruto de uma estratégia do peemedebista Hermano Morais para desgastá-lo, a gestora afirma que decidiu declarar voto nele após assistir à propaganda eleitoral. “Acompanhando esses programas, vi nas palavras e propostas do candidato Carlos Eduardo, a certeza da continuidade destes projetos criados na nossa gestão”. Micarla disse estranhar a reação do ex-prefeito. “Tenho que confessar que jamais imaginei que uma atitude tão simples e natural de expor publicamente o meu voto pudesse provocar tamanha reação. E o mais interessante é que a reação maior tenha vindo exatamente daquele ao qual declarei votar, o ex-prefeito e hoje candidato a prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves”.

Confira a íntegra da nota da prefeita:

“SOBRE ÓDIO E ESPERANÇA

Confesso que do alto dos meus 42 anos , muito já vi e vivi. A própria experiência destes últimos anos como gestora pública me fez descobrir algumas questões e situações que sequer imaginava existirem. Porém, tenho que confessar que jamais imaginei que uma atitude tão simples e natural de expor publicamente o meu voto pudesse provocar tamanha reação. E o mais interessante é que a reação maior tenha vindo exatamente daquele ao qual declarei votar, o ex-Prefeito e hoje candidato a Prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves. Permitam-me historiar o porque da decisão. Eu, assim como milhares de natalenses, me permiti a assistir a exibição dos programas eleitorais, e assim poder decidir o meu voto. Sim, digo MEU voto porque ele é único e intransferível; é de minha inteira responsabilidade, algo que não posso repassar a qualquer outra pessoa. O exercício do meu direito inalienável como cidadã que me permite decidir livremente em quem votar. Pois bem, foi exatamente assistindo a esses programas que cheguei a conclusão de quem estaria melhor representando os meus anseios enquanto natalense. E, neste caso, nada mais natural que este anseio venha a favor de uma candidatura que possa dar continuidade a minha gestão. Uma gestão com foco nas pessoas, com investimento em gente. Marcada por projetos como UPA, AMEs, Centros de Educação Infantil, Plano de Cargos e Salário para os Servidores Públicos, Relocação de favelas, Fardamento escolar completo, Proeduc, Albergue Noturno, dentre tantos outros que transformaram a vida dos natalenses. Acompanhando esses programas, vi nas palavras e propostas do candidato Carlos Eduardo, a certeza da continuidade destes projetos criados na nossa gestão. Ele se manifestou diversas vezes sobre estas questões que estão,certamente, dentro do seu programa de Governo e que,por isso mesmo, estão tendo destaque no período da sua propaganda eleitoral.

Para todos ficou muito claro que ,em ele sendo eleito, teríamos a certeza da continuidade da melhoria da saúde através de Upas e Ames. Também a educação com a continuidade do investimento feito , em especial, na Educação Infantil através dos CEMEIs. Não foi falado pelo candidato, em nenhum momento, em extinção destes projetos, mas sim dos seus incrementos, da continuidade de cada um deles. Por isso, decidi colocar de lado todas as diferenças que me afastaram do ex-Prefeito nos últimos anos e anunciar o meu voto para ele. Até porque jamais poderei retirar da minha história de vida o início da minha carreira política, a partir de um convite feito pelo seu pai, Agnelo Alves e pela sua candidata a Vice-Prefeita, Wilma de Faria. Foram eles que em 2004 me convidaram para que eu deixasse de lado o conforto da minha vida como empresária e jornalista e alçasse vôo como candidata a Vice-Prefeita de Natal, como companheira de chapa de Carlos Eduardo. Juntos, tivemos quase 200 mil votos e vencemos aquela eleição. Tive a oportunidade de com ele dar os primeiros passos e, durante dois anos, entender os caminhos de uma administração . Em seguida, a vida nos levou para lados distintos. Naquele período, em 2006, tive a honra de representar a minha cidade como Deputada Estadual, a mais votada de Natal, o que me obrigou a renúncia do cargo de Vice-Prefeita. Logo depois, mais uma vez estivemos em palanques distintos e em 2008 fui eleita Prefeita de Natal contra a sua candidata Fátima Bezerra.

Fonte: Tribuna do Norte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *