DANÇARINA É BALEADA EM ACADEMIA

A assistente de palco não corre risco de morte e está
consciente. A assessoria de comunicação do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel
informou que a vítima passou por uma cirurgia e está internada no Centro de
Recuperação Pós-Operatório (CRO). O estado de saúde da dançarina é considerado
estável e ela respira sem a ajuda de aparelhos.
 Diana foi alvo de um atentado ao
sair de uma academia de musculação na cidade de São Gonçalo do Amarante, na
região metropolitana. Segundo a polícia, ela estava com um amigo quando um
homem em uma moto se aproximou e atirou. 
Segundo o empresário Serginho Lisboa, dono da banda em que Diana dança,
“ela iria pegar uma carona com um amigo, que estava com um carro
estacionado na frente da academia. “Uma motocicleta se aproximou e o homem
deu dois tiros nela. Uma das balas acertou a perna direita dela e atingiu a
artéria femural”, explicou. “Ela ainda teve uma parada cardíaca, mas
logo foi reanimada”, acrescentou. A dançarina Diana Tavares, de 23
anos, não recebeu ameaças antes de ser baleada na noite do último sábado (20)
ao sair de uma academia em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal. É o que
diz a amiga e companheira de trabalho da vítima, Alane Pereira. G1.com/rn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *